Acompanhe o RSS: Artigos | Comentários | Email

Justiça seletiva

Sem Comentários

Vi, li e não me convenci da justiça no processo que se convencionou chamar de “mensalão”.

Chafurdaram, os ministros do STF.

Parece que foi caixa 2 (não há prova conclusiva a respeito — nem nesse caso). Seria grave, principalmente para um partido de esquerda, mas não foi mensalão. Não há fatos, nem lógica para tal.

Foi injusto, principalmente com uma pessoa decente como Genoino.

Não confio.

Não confio em ministros que conquistaram sua posição por meio da mais reles bajulação política. Não confio em ministro que defendeu a ditadura militar como um “mal necessário”. Não confio em ministro empresário da educação. Não confio em bajuladores da Globo. Não confio num fórum de justiça que negou a revisão da Anistia (invenção casuística dos militares para evitar condenações de seus pares), evitando assim a punição dos torturadores.

E são os guardiões da constituição…

Acho abominável a indignação seletiva.

Gerou uma justiça que não é cega e sim tendenciosa.

Juízes do espetáculo, sensíveis à mídia partidária e de oposição, criaram o monstro chamado de “domínio de fato da esquerda” (cadê o “domínio de fato da direita”?). Vide o exemplo de Honduras e Paraguai — uma nova modalidade de neutralizar adversários políticos.

Como foi dito aqui:

“Isso está acontecendo em um país em que se sabe que dois governadores do PSDB de São Paulo, apesar de ter ocorrido em suas administrações uma roubalheira de BILHÕES DE REAIS, não são considerados responsáveis por nada.

Isso está acontecendo em um país em que um político como Paulo Maluf, cujas provas de corrupção se avolumam há décadas, jamais foi condenado à prisão.

Isso está acontecendo em um país em que um governador como Marconi Perillo, do PSDB, envolveu-se até o pescoço com um criminoso do porte de Carlinhos Cachoeira, foi gravado em relações promíscuas com esse criminoso e nem acusado foi pelo Ministério Público.

Isso está acontecendo, finalmente, no mesmo país em que os ex-prefeitos José Serra e Gilberto Kassab toleraram durante anos roubalheira dentro da prefeitura e quando essa roubalheira de MEIO BILHÃO de reais vem à tona, a mídia e o Ministério Público acusam quem mesmo? O PT, claro”.

genoino

Rico e milionário

 

DimasLins

Deixe um comentário