Acompanhe o RSS: Artigos | Comentários | Email

É de lascar

2 comentários

Não tem “governabilidade”, termo tucano aperfeiçoado de maneira ultrassofisticada pelos petistas, que me faça engolir um apoio a Renan Calheiros e a Henrique Alves. E ainda tem Eduardo Cunha, como cereja do bolo. Não é falta de pragmatismo, e sim falta mesmo de Engov – depois de 10 comprimidos, passo mal. É nojo, e não seria do tipo ideológico. Falo de um mais primevo – o nojo fisiológico.

Lembra-me carcaça de boi em matadouro imundo de Piedade.

Ou o serviço da Net ou da Sky ou da Oi, dessas bostas todas. Sei não…

Claro, os exemplos não têm nada a ver. Mas o mundo tem a ver com o quê?! Fiz apenas um exercício de associação livre. Se não tem o divã do psi, vai no blog.

Associação livre, escrita automática, associação livre, escrita automática…

Hoje, se voltasse à adolescência, eu me matava… de frescura. A psiquiatria será científica quando eliminar, com alguma medicação, a adolescência. Na verdade, os psiquiatras não ficarão satisfeitos com a empreitada e eliminarão depois todas as fases do ciclo de vida do ser humano. E o último dos psi fechará o último Caps e injetará nas suas veias uma dose letal de Frevo-Cola — morrerá no paraíso muçulmano, empanturrado de mel. E só restarão as baratas, como previu Kafka.

Em Portugal, tá lá o cartaz: “morrer-me”. Fiquei chocado.

Leio agora num caderno de turismo: “vá ao Camboja”. Uma ova que vou ao Camboja. Já me basta as tartarugas de Intermares. E os milhares de chineses que vivem por aqui. No Bar do Surfista, só se fala mandarim.

Por que Eva foi tirada exatamente da costela de Adão? Deus podia, afinal, usar um pedaço de madeira, uma pedra ou qualquer outra matéria. Aquela costela estava sobrando? Se não estava, a conclusão seria inapelável: Adão fora privado, por Deus, de parte essencial de seu corpo, dado não ser concebível que, desde o início, estivesse presente no corpo humano algo supérfluo. Nesse caso, não entenderia a maldade divina. Ou Adão tinha treze costelas de um lado e doze do outro? Era uma espécie de monstro, como os homens que têm três mãos e três pés?

Na estrada da Paraíba, gigantescos cataventos captando a energia do vento. Quando os vejo todos rodando, acredito que terei sorte. Energia eólica. Há muito vento. Por mim, era catavento por todo o litoral. Uma Nova Holanda se formaria. Daria muita sorte.

InscritosEmPedra
  1. Broda, há uma piada machista que explica o porquê da costela. Mas não conto aqui nem a pau, as meninas do blog me matam !!

    Abs.

Deixe um comentário