Acompanhe o RSS: Artigos | Comentários | Email

Roubo, prisão e saúde

Sem Comentários

Li essa notícia abaixo aqui:

O norte-americano James Verone roubou um dólar em uma agência do banco RBC, em Gastonia, no Estado  da Carolina do Norte, com o objetivo de ser preso. Isso porque, na cadeia, ele teria de graça o acompanhamento médico para tratar de suas duas hérnias de disco e outros problemas de saúde que ele não tinha dinheiro para pagar.

O caso ganhou repercussão após uma entrevista de Verone para o canal NBC. Desempregado, o ex-motorista de caminhão de 59 anos concluiu que a única forma de conseguir tratamento médico e um lugar para morar era na cadeira.

Verone então se dirigiu a uma agência bancária e entregou um bilhete à atendente dizendo “isto é um assalto, por favor, me dê um dólar” e esperou pela chegada da polícia para levá-lo preso. O plano, porém, não saiu exatamente como ele esperava já que, por ter levado apenas um dólar, Verone não foi acusado de assalto e sim de roubo de valor insignificante. Isso deve fazer com que sua pena seja inferior ao que tinha planejado.

Leia mais:
Câmara dos Representantes dos EUA aprova medida para revogar reforma da saúde
Cameron planeja que cidadãos administrem orçamento próprio para serviços sociais
Justiça dos EUA derruba cláusula essencial da reforma da saúde de Obama
Análise: Obama após o desastre
A reforma da saúde dos Estados Unidos
Deputados que votaram a favor da reforma da saúde recebem ameaças de morte

Em entrevista à NBC, o ex-caminhoneiro afirmou que tudo foi estrategicamente pensado. “Sou uma pessoa que raciocina logicamente, e foi a essa lógica que cheguei”, disse. Segundo ele, após o roubo, ele chegou a sentar em uma cadeira próxima ao caixa para esperar a polícia, que demorou um pouco para chegar.

Verone contou ainda que planeja comprar um apartamento quando sair da prisão. “Já estou olhando um condomínio. Conversei com um corretor de imóveis em Myrthe Beach”, disse. De acordo com as contas do norte-americano, quando for libertado ele já terá idade suficiente para recolher o dinheiro do seguro social a que tem direito.

Ao fim Verone obteve sucesso na sua estratégia e realmente passou a receber o tratamento médico adequado na prisão. Entretanto, ele recomenda que outras pessoas jamais se inspirem nele.

Esses americanos são loucos!

Bem, de todo modo, ele não faria um negócio desse por aqui. Há SUS e a prisão brasileira ainda não vale a pena, principalmente para tratamento de saúde. Aos anti-imperialistas, recomendo que, diante de um americano, caso a discussão fique áspera, por algum motivo, ofereça esse exemplo.

Sementeiras

Deixe um comentário